agosto 05, 2016

Centros De Roda Das Danças Circulares!

Bom dia queridas pessoas!
Hoje o post é para divulgar um movimento cultural mundial, criado pelo bailarino e artista plástico “alemão/polonês” Bernhard Wosien, na década de 50, e que se espalhou pelo mundo divulgado pela comunidade escocesa de Findhorn.





As Danças Circulares, conhecidas também como Danças Circulares Sagradas, não estão vinculadas a movimentos religiosos, mas a ritmos e culturas do mundo todo, são danças de roda de vários povos, como por exemplo: as danças indígenas do Brasil, as gregas, escocesas, celtas, israelitas, russas, húngaras, ciganas e outras.




Nessas danças percebemos a história e as tradições de um povo. Nelas estão embutidas inúmeras informações ancestrais que estão conectadas com a sabedoria universal.


 Este Centro de roda é de um dos Centros do Encontro Brasileiro de Danças Circulares Sagradas, que anualmente é realizado na data de Corpus Christ.
Para saber mais, acessem o site: www.rodadospovos.com.br







Considerada uma forma de “meditação ativa” que proporciona além de uma viagem cultural por ritmos oriundos de todo o mundo, um mergulho pra dentro de nós mesmos, conectando-nos com nossa verdadeira essência, formando seres humanos mais conscientes e aproximando as relações com as demais pessoas e o planeta. 






A dança circular melhora a auto-estima, concentração, coordenação motora, equilíbrio, lateralidade, convívio social, combate o sedentarismo e estimula ações cooperativas. Pode ser praticada por adultos, crianças, idosos e pessoas com necessidades especiais que queiram partilhar momentos de lazer, alegria e aprendizado em grupo.






Um encontro muito especial com o Sagrado, quando colocamos o nosso coração e nos deixamos levar pela música e pelos movimentos da dança, que são expressos através de gestos com significados importantes.






A oportunidade de participar de uma roda de dança circular sagrada é também um momento de conectar-se com a sua intenção e o seu propósito, permitindo que a qualidade de cada dança faça parte do nosso ser, e assim nos transforme naquilo que for necessário.






Com o passar do tempo, na sua evolução natural, foi-se ampliando o leque e hoje outras danças também fazem parte deste repertório e são consideradas como "Sagradas". As Danças da Gestualidade, dos Florais de Bach, Oração e as que são criadas por orientação intuitiva ou coreografadas.






As danças são instrumentos de integração, celebração, autoconhecimento e autocura. Ajudam na abertura e expansão da consciência, e o grupo que pratica pode unir as forças e canalizar uma energia boa a todo o Planeta, enviando Paz, Harmonia, e Amor para o Mundo.





Excelente é o contato que a dança circular possibilita com o nosso mundo interior, a nossa essência, a essência do que realmente somos.
Participar da roda é também desenvolver qualidades e aptidões que desconhecíamos ou tínhamos pouco contato.








É estar presente no aqui e agora e identificar o que precisamos mudar e criar para realizar os sonhos.
As danças curam a nossa alma. Na simplicidade e leveza dos movimentos, ao som das lindas músicas e letras, notamos os benefícios recebidos, através da alegria, da energização e da reflexão no nosso mundo interior que propicia enormes mudanças para melhor.




Cada música com sua melodia, ritmo, gestos, poder, atuando holisticamente na transformação de estados emocionais e físicos, naturalmente buscando o equilíbrio e bem estar e consequentemente melhorando a qualidade de vida de todos que se propõem a participar.




Quando colocamo-nos na presença de outras pessoas, unidos pelo círculo que por si só já tem uma grande força e energia, muitas vezes dando as mãos, ocorre no nosso estado de espírito algo muito belo e indescritível, que só podemos mensurar quando vivenciamos o êxtase que a roda de dança propicia.



A força do círculo é conhecida há séculos. É um poderoso símbolo de unidade e totalidade.
Quando unimos as nossas mãos, sentimos confiança e apoio mútuo.
Em um círculo não existe uma hierarquia, e as atitudes de competição são substituídas por atitudes cooperativas, onde os participantes do grupo podem ajudar a superar os erros uns dos outros, manifestando o melhor de cada um.




No círculo cria-se um espaço seguro para que os potenciais de cada pessoa possa aflorar.
Na proporção que vamos descobrindo as qualidades das danças, vamos desabrochando a essência daquilo que realmente somos.




O mais cativante numa roda de dança é que todos estão dando o seu melhor, e assim fica mais fácil identificar os sentimentos, as potencialidades e as qualidades que ainda se encontram adormecidas no ser humano, auxiliando assim no desenvolvimento pessoal e espiritual de cada um.


As danças circulares sagradas são pura meditação em movimento.
A meditação é um estado de espírito onde a mente fica vazia das preocupações, e nesse estado a criatividade é mais fácil de aflorar. Assim sendo, deixamo-nos levar pela música e pelos passos que leva-nos a um tipo de vazio onde se tem a grande oportunidade de criar.




Ao dançarmos na roda, vamos abrindo o canal de percepção, a nossa intuição, descobrindo as dimensões em que essas danças atuam, e com isso mudando a nossa vida diariamente. Escutamos as mensagens, enxergamos os símbolos, e vamos além dos passos, sentindo na simbologia dos mesmos o significado do movimento de cada uma.



Nos Centros de Roda das Danças Circulares, o ponto central do círculo, nós enfeitamos com flores, velas, incensos, cristais, bonequinhos de mãos dadas enfim, tudo aquilo de bom que sai do nosso altar central, o nosso coração.




Portanto oferecemos ao centro, para compartilhar com todos, aquilo que temos de melhor, aquilo que representa o nosso melhor.
E assim é a Terra, conhecida também como Gaia. Estamos todos unidos por Gaia, e devemos cuidar dela, retribuir tudo aquilo que ela nos oferta diariamente, a sua totalidade, seus cuidados de "mãe", que zela pelos seus filhos, doando constantemente a sua plenitude.




Aqueles que estão buscando se reencontrar através de valores e bons sentimentos, sobretudo o Amor, unem-se numa infinita roda ao redor do mundo, para de mãos dadas sentir a Paz, a Tranquilidade, a Alegria, União, Força e a Fé num mundo melhor, onde o que não falta é a felicidade.

Que essa seja sempre a nossa meta maior, na nossa vida e na do próximo.
Um grande beijo pra todos vocês e um excelente final de semana!

Deixo esse vídeo abaixo com essa música maravilhosa que a gente sempre dança aqui em Holambra.
Essa música fala de Gaia, a deusa da terra, a mais formosa.




Gaia

O lugar onde estou é sagrado
Sagrado é o chão
Florestas, montanhas, rios
Ouça sua canção
Grandes espíritos circulam ao meu redor
Quem eu sou é sagrado
Sagrados somos nós
Corpo, mente e emoção
Conectando você e eu
Grandes espíritos circulam ao meu redor
O que eu faço é sagrado
Sagrado é o meu caminho
Trabalhar e brincar juntos
Celebrando o dia
Grandes espíritos circulam ao meu redor.


 


Imagens: Pinterest; Arquivo Pessoal;  www.rodadospovos.com.br


2 comentários:

  1. Olá! Gostaria de recordar que a quarta foto é de um dos centros do Encontro Brasileiro de Danças Circulares Sagradas, que anualmente realizamos na data do Corpus Christ. Em 2017 realizaremos no XVI EBDCS, com o tema Dançando a Minha História. Para saber mais, para conhecer nossa caminhada de 15 anos acesse: www.rodadospovos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Andrea pelo seu comentário.
      Já coloquei a descrição na imagem.
      E caso queira divulgar mais sobre os encontros de vocês, pode escrever que eu publico aqui no blog.
      Amo as danças circulares.
      Beijo pra ti.

      Beatriz Oberg.

      Excluir

Olá pessoas queridas do blog!
É muito gostoso ver o comentário de vocês, fico feliz com todas as ideias, opiniões e sugestões.
Muito obrigada, todos são muito bem vindos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover