fevereiro 05, 2016

Veneza, Doce Encanto!

Bom dia pessoas queridas!
Como passaram de ontem, tudo bem com vocês?
Hoje vou postar aqui pra vocês um lugar belíssimo, que encanta, que faz a gente sonhar acordado. Considerada pela Unesco, patrimônio histórico da Humanidade, essa cidade faz os corações palpitarem mais fortes.














Situada na região nordeste da Itália, às margens do Mar Adriático, Veneza mexe com nossos sentimentos, com as nossas emoções!













Cada ruela, beco que você descobre é uma surpresa maravilhosa!

Andar pelas pequenas ruas de Veneza é descobrir praças, fontes, é olhar para as brancas roupas estendidas no varal e ficar a imaginar um pouco da vida das pessoas que ali vivem.
Como será o dia a dia, a rotina, o trabalho de quem vive neste lugar turístico, onde a energia é muito gostosa....cheia de turistas a passear, a se encantar com cada detalhe, com cada construção, pois a arquitetura é belíssima pela riqueza dos detalhes, das igrejas, pela antiguidade.

Dá para imaginar gente, ao longo dos séculos quantas pessoas já passaram por esse lugar, já viveram nessas casas?
Quantas vidas!
Quantas histórias!




Um cenário para a pintura, para os casais apaixonados.
Quantas lembranças!!!









Passear pelos seus canais numa gôndola, junto com o seu amado, ou amada é uma lembrança que ficará eternamente nos corações enamorados, ainda mais se tiverem a sorte de encontrar um gondoleiro que canta uma bela canção italiana.










Em 1846, um casal de poetas ingleses fugiram de Londres para Veneza, devido à tirania do pai de Elizabeth Barrett, que não queria que os dois se casassem, e assim Robert Browning, numa gôndola, a beijou ardentemente.


Elizabeth Barret e Robert Browning


Essa é uma história de amor conhecida, que tem como cenário essa linda cidade, em milhões de muitas outras belas histórias, que nem sequer ouvimos falar, mas que são apaixonantes!




Cidade que exala o amor em versos e prosas, e é aqui que nasceu o famoso sedutor de todos os tempos, Giacomo Giramolo Casanova.




Ator Heath Ledger quando interpretou Casanova





Heath Ledger era um grande ator australiano. Ele nos deixou cedo demais, e interpretou muito bem o papel de Casanova no filme que leva o seu próprio nome.




E também o grande explorador Marco Polo, com suas famosas aventuras pelo mundo.





Ah que delícia queridos amigos, como faz bem viajar, conhecer o mundo....Olhar para a arquitetura de séculos e séculos, ver nas construções antigas de Veneza cada pedacinho da História, e imaginar como era a vida das pessoas em várias épocas.










Por volta do século XI surgem as primeiras máscaras venezianas, na época do doge Vitale Falier, mas a festa de carnaval só foi reconhecida no século XII.



O Carnaval veneziano medieval correspondia à época na qual os venezianos podiam se permitir divertimentos proibidos em outras épocas do ano. As máscaras permitiam seu disfarce, assim como a possibilidade de ser um outro alguém durante algumas horas.







Pobres e ricos, nobreza e povo se misturavam em uma alegria ébria e colorida. Até mesmo os religiosos, disfarçados em suas belas máscaras, podiam sair livremente, expressando-se de maneira que não poderiam fazer em outras ocasiões.






Com a popularização desta forma de disfarce, surgem vários modelos de máscaras, representando ideias ou personagens e sua fabricação era assegurada pelos artesãos chamados “maschereri”.




Já no século XI, época correspondente ao início da história do carnaval, existem registros de uma escola de artesãos especializados em fabricá-las. Os ateliers dos “maschereri” foram se multiplicando e a arte veneziana das máscaras se tornou famosa em toda a Europa.



Hoje, a festa carnavalesca de Veneza tem duração de 10 dias. Durante as noites realizam-se bailes em salões e as companhias conhecidas como compagnie della calza realizam desfiles pela cidade. Entre as mais conhecidas estão Os Antigos e Os Ardentes.





Os trajes que se usam são característicos do século XVIII, e são comuns as maschera nobile, ou seja, máscaras nobre, caretas brancas com roupa de seda negra e chapéu de três pontas. Desde 1979 foram sendo somadas outras cores aos trajes, embora as máscaras continuem a ser brancas, prateadas e douradas.












Durante o carnaval de Veneza acontecem alguns eventos importantes como:



Corteo Acqueo, o Desfile na Água




Da Punta della Dogana, parte um desfile em barcos que atravessa todo o Canal Grande até chegar ao famoso Rio de Cannareggio.
Com a chegada dos barcos, se abrem os stands eno-gastronômicos que oferecem ao público especialidades típicas de Veneza, os famosos “cicheti” e os doces da tradição de carnaval do território como “le fritole” e “galani”.





Volo dell’Angelo - Voo do Anjo 




É a abertura oficial do carnaval de Veneza. Uma colombina (interpretada geralmente pela “Maria” eleita no carnaval anterior) desce “voando” o Campanile di San Marco em direção ao pátio do Palazzo Ducale. Na sua mão, ela segura um cetro, que será entregue ao Doge (como se chamava o dirigente máximo da República de Veneza entre 697 e 1797) para abrir oficialmente o carnaval de Veneza




Premiazione della Maria - Premiação da Maria escolhida.



É a coroação de uma espécie de “rainha do carnaval” de Veneza. Praticamente alguns dias antes acontece uma seleção por um juri de 10 pessoas, de doze moças entre 18 e 26 anos que farão parte do desfile das Marias.
As Marias representam o sequestro e a liberação das 12 donzelas prometidas como esposa do Doge de 1039, Pietro Candiano III.
No penúltimo dia de carnaval, durante o Gran Gala em Ca’ Vendramin Calergi, é eleita a moça mais bonita, a Maria do Carnaval, que será premiada no dia seguinte. A premiação da Maria acontece na Piazza San Marco.


É uma encenação do festival original, durante o qual desfilam doze meninas venezianas, com roupass medievais e renascentistas na Piazza São Marco. No final do desfile, a mais bonita delas recebe o título de Maria do ano.




Desde o século IX acontecia em Veneza o costume da bênção no segundo dia do mês de fevereiro, a Festa da Purificação de Maria, para todos os casais que iriam  se casar dentro de um ano. Entre as mulheres que participavam da bênção eram escolhidas as doze mais pobres: elas estavam vestidas com vestidos suntuosos e com jóias preciosas, todos os objetos emprestados das principais igrejas da cidade.

No ano 973, durante uma dessas festas, Veneza sofreu um ataque de piratas, e as noivas foram sequestradas junto com suas jóias. A população levantou-se e foi capaz de resgatar as meninas. Agradeceram a Nossa Senhora pela sua intercessão, e instituíram a Festa da Marie.




Na Piazza San Marco, um grupo de atores e cômicos, animam os dois desfiles diários (um de manhã, outro à tarde), para a seleção das fantasias mais bonitas, para o Concurso “La Maschera più bella”.








Em cada desfile se exibem também três companhias com espetáculos de teatro de rua, música e dança.
Entre às 13 e 15 horas, a praça é animada com música e coreografias inspiradas no mundo da natureza e da tradição fantástica.





Tem alguns lugares no mundo que o coração bate sempre mais forte, é um amor assim inexplicável, a energia do Velho Mundo!
Bem queridos amigos, isso é mais um pouquinho da velha Itália, dos corações alegres e felizes de poder estar vivendo num Mundo tão belo!

E para finalizar este post eu deixo aqui a imagem desse bonito casal feliz!

Desejo a todos um feriado de carnaval bem tranquilo, e que vocês possam aproveitar bastante esses dias.
Um grande beijo,


Bia.









http://www.brasilnaitalia.net/ ; http://www.festadellemarie.it/; http://fashionatto.literatortura.com/; https://it.wikipedia.org; Arquivo pessoal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá pessoas queridas do blog!
É muito gostoso ver o comentário de vocês, fico feliz com todas as ideias, opiniões e sugestões.
Muito obrigada, todos são muito bem vindos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover